Pesquisa Formativa Revisão de Literatura

You are here:
Estimated reading time: 1 min

Barreiras:

  • Reduzido acesso e alta procura por intervenções para prevenir a malária;
  • Preocupações das vitimas de malária por outros problemas sociais que lhes parecem mais imediatos que os programas de malária, tal como feitiçaria, relações extraconjugais e múltiplas doenças;
  • Pobreza absoluta, que impede as pessoas de

Recomendações:

Para o controlo da malária, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda:

  • Uso de Redes Mosquiteiras Tratadas com Insecticidas de Longa Duração;
  • Aumento do Tratamento Intermitente Preventivo (TIP) com sulfadoxine-pyrimenthamine por mulheres grávidas em todas as áreas da Africa Subsahariana com taxas de transmissao da malaria moderadas a altas;
  • Rápido teste de diagnostico aos casos suspeitos de malária e tratamento dos casos de infeccao por malária confirmados

 

 

Um programa de comunicação para a malária não pode ser bem sucedido se:

  • Não tiver em consideração a influencia de factores que as normas sociais, culturais e/ou do género no comportamento individual;
  • Os procedimentos directrizes nacionais de prestação de serviços não são adequadamente disseminados e compreendidos;
  • Os produtos e/ou serviços de saúde adequados (ex. terapia combinada baseada na artemisinia, teste rápido de diagnostico) não estiverem disponíveis;
  • Os provedores de serviços não estiverem devidamente treinados, supervisionados e apoiados;

 

Estudos mostram que o uso de demonstração dos resultados positives alcançados por uso de redes mosquiteiras tratadas com insecticida de longa duração e outras práticas positivas encorajam as comunidades a adoptar e continuar a usar

Documentos de suporte

Was this article helpful?
Dislike 0
Views: 26